O poder de influenciar o tempo de todos

O poder de influenciar o tempo de todos


Quem viaja para fora do Brasil pela primeira vez, geralmente comenta sobre a educação no trânsito que muitos Países praticam. Quem vai para os Estados Unidos, para o Canadá, para o Chile e muitos outros lugares, descobre que ao pisar na faixa você é a prioridade, os carros param e você tem o direito de atravessar.

Bem, aqui no Brasil, a história é bem diferente. Nos últimos meses estamos acompanhando uma série de assassinatos no trânsito, cometidos por motoristas bêbados que se consideram estar acima do bem e do mal. Infelizmente, nossas leis são brandas e pouca gente vai presa por isso. Existe até um abaixo-assinado rolando na Internet, para tentar alterar as leis.

Há alguns anos começou um movimento no País com o objetivo de valorizar a faixa de pedestre, assim como acontece em outros países. Na cidade em que moro, Santos, foi lançado o movimento Faixa Viva, seguindo o sucesso de algumas cidades que estão com o projeto de valorizar a faixa do pedestre.

Quando o projeto começou, era comum ver as pessoas xingando quem parava para o pedestre passar na faixa, receber buzinadas e até correr o risco de tomar uma porrada na traseira. O ambiente era totalmente contrário ao processo de reeducação do trânsito. Apesar disso, alguns motoristas resolveram persistir e hoje, 6 meses depois que o programa foi lançado eu pisei na faixa e no mesmo instante 4 carros pararam, sem eu pedir, sem ninguém buzinar, sem ninguém ficar apressando. O movimento está dando resultados. Provavelmente a próxima geração de motoristas virá com essa consciência e talvez em alguns anos tenhamos o Brasil igual a diversos países que respeitam os pedestres.

O exemplo do trânsito serve como uma luva para exemplificar a produtividade no ambiente de trabalho. Eu recebo constantes perguntas sobre a persistência em uma pessoa adotar um método de produtividade enquanto todo mundo na empresa é desorganizado, vive passando urgências, não tem senso de prioridade, vive interrompendo e acabando com o seu equilíbrio.

Não é fácil ser diferente no mundo, não é fácil parar na faixa enquanto todo mundo fica buzinando na sua orelha. Não é fácil querer ter mais tempo enquanto todo mundo só consegue viver nas urgências. Mas quem disse que viver seria fácil?

Se você não acreditar si mesmo, não persistir, será vencido pelo ambiente, suas convicções serão destruídas e isso irá se repetir em outros momentos. Eu acredito muito no poder da influência, que não podemos mudar pessoas facilmente, mas que podemos através de nossa atitude, de nosso exemplo, criar um reflexo nas pessoas ao nosso redor.

Como influenciar um ambiente a ser mais produtivo? Em primeiro lugar, comece com a sua mesa, deixe-a visualmente mais organizada, sem papéis com tarefas soltas anotadas. Seja fiel ao registrar todas as demandas em uma única ferramenta de produtividade, e mostre isso em todas as ocasiões. Reforce na reunião: vou anotar, pois se eu não anotar aqui não faço, mas aqui eu já planejo e priorizo.

Quando seu chefe te enviar uma atividade, anote na frente dele, questione a prioridade, mostre o trabalho de planejamento que realiza. Se houver um estagiário no seu departamento, ótima oportunidade de sentar e mostrar como ele deveria se planejar, sugerir o uso eficiente da agenda, do e-mail, etc.

Quer reforçar para que as pessoas anotem e planejem suas demandas? Imprima sua lista de prioridades e deixe bem visível na mesa, no monitor ou em um porta-retratos. Quando algo for concluído risque. Com o e-mail, deixe-o fechado, tenha horários para responder, explique isso às pessoas.

Da mesma forma como a campanha de trânsito, não será da noite para o dia, mas em algum momento as pessoas começarão a refletir sobre atitudes que podem melhorar seus resultados. Ninguém gosta de mudar porque alguém mandou, as pessoas mudam por suas próprias escolhas, baseadas em exemplos, foi assim desde a infância e funciona até hoje!

Se não mudarem, não se importe com isso, faça o que sua mente e coração acreditam e estará em paz com você. Ter o conhecimento e não aplicar é uma terrível omissão a si mesmo, uma hora alguém irá cobrar o preço e ele pode ser muito caro.

Não tente mudar, esforce-se em influenciar seguindo suas convicções!

TEMAS