Ruy Castro

TEMAS


Ruy Castro



Vencedor de varios prêmios entre eles, o Esso de Literatura, o Nestle de Literatura Brasileira e de quatro Jabutis, é comentarista da BandNews FM, com passagem por importantes veículos da imprensa do Rio e de São Paulo.

Desde 1988 dedica-se aos livros. As biografias e reconstituições históricas que lançou traçam o perfil do povo brasileiro. Foi eleito em 2014 entre os TOP 50 dos mais Admirados Jornalistas Brasileiros pelo trabalho desenvolvido na Folha de S.Paulo. Reeleito em 2015 ficou classificado entre os 100 mais admirados do Brasil.

Ruy Castro é escritor e jornalista. Começou como repórter do jornal Correio da Manhã, em 1967, e trabalhou nos principais jornais e revistas do Rio de Janeiro (RJ) e de São Paulo (SP).

É reconhecido pela produção de biografias como O Anjo Pornográfico (a vida de Nelson Rodrigues), Estrela Solitária (sobre Garrincha) e Carmen (sobre Carmen Miranda). Lançou livros que tratam de reconstituições históricas, como no título Chega de Saudade (sobre a Bossa Nova) e Ela é Carioca (sobre o bairro carioca de Ipanema).

Parte de sua produção jornalística foi reunida em livros como em Um Filme É Para Sempre (sobre Cinema), Tempestade de Ritmos (sobre Música Popular) e O Leitor Apaixonado (sobre Literatura). Escreveu também um ensaio sobre o Rio, Carnaval no Fogo - Crônica de uma Cidade Excitante Demais. Seus livros têm edições nos Estados Unidos, Japão, Inglaterra, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália, Polônia, Rússia e Turquia.

Em ficção, é autor do romance Era do Tempo Rei, das novelas Bilac Vê Estrelas e O Pai Que Era Mãe, e de condensações de clássicos como Franknstein, de Mary Shelley, e Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll. A seu respeito foi publicado o livro Álbum de Retratos – Ruy Castro, uma Minifotobiografia, pela editora Folha Seca.

Desde 1988, dedica-se aos livros e é comentarista da BandNews FM. Uma vez por semana, ao lado de Ricardo Boechat, divide com o ouvinte temas de sua escolha, que variam do cotidiano ao comportamento humano.

Participou em setembro de 2012 do Salão Nacional do Jornalista Escritor que contou com a curadoria de Audálio Dantas (idealizador do projeto) e foi realizado no Memorial da América Latina (SP), com organização da Mega Brasil Comunicação.

Em maio de 2014 Ruy lançou Os garotos do Brasil – Um passeio pela alma dos craques (Foz). A obra trouxe 25 de seus textos publicados nos últimos 20 anos em diversos veículos e fez um resgate histórico, revelando os sonhos, traços de caráter e miudezas de alguns de nossos maiores ídolos, como Pelé, Garrincha, Bellini e Zico, entre outros. Segundo ele disse por ocasião do lançamento é, na realidade uma coletânea escrita por um torcedor que viu jogar quase todo mundo, de 1958 até mais ou menos 1990, nos estádios.

Tipos de Trabalhos

- Jornalistas
- Moderador de Debates
- Mestre de Cerimônias